A importância das chuvas nunca ficou tão evidente, sobretudo em São Paulo, região metropolitana e sudeste do Brasil, que vivem a maior crise hídrica da história.
Mesmo na primavera, às temperaturas têm superado a marca dos 30 graus centígrados. Com a ausência de chuvas e os reservatórios do Sistema Cantareira praticamente vazios, estiagem e falta d’água têm sido temas recorrentes nos jornais, telejornais, internet e até nas campanhas políticas de 2014.
desentupidora, desentupimento, desentupidora de esgoto, desentupimento de esgoto, desentupidora de rede de esgoto, desentupimentos de rede de esgoto, desentupidora de águas pluviais, desentupimento de águas pluviais, desentupidora de galerias, desentupimento de galerias, desentupidora de água de chuva, desentupimento de água de chuva, desentupidora de bueiros, desentupimento de bueiros
O agravamento da situação do Sistema Cantareira é mais que emblemático e projeta um futuro próximo sombrio, cuja responsabilidade é de todos. Não há que se falar apenas de políticas públicas, o que os governantes poderiam ter feito para evitar a crise. Mas sim, o que eu, cidadão posso fazer. Parece pouco, mas com este artigo, a Desentupidora São Paulo quer despertar a consciência analítica e informativa de cada um.
O que “eu, cidadão comum”, posso fazer para aproveitar as águas das chuvas e reutilizá-la de forma inteligente? A Desentupidora São Paulo assume sua obrigação de informar as pessoas.
O que devemos saber sobre chuvas?
O descarte das águas de chuva não pode ser feito na rede de esgotos, seja em residências, comércio ou indústrias. A comunicação entre os sistemas de captação de águas da chuva e de esgotos acarreta inúmeros problemas, provocando retorno dos esgotos através dos ramais dos ralos e vasos sanitários, muitas vezes causando alagamentos nos imóveis, gerando sinistro emergencial que, além de provocar perdas materiais, pode gerar patologias como a leptospirose, entre outras, sem contar o retorno de esgotos em vias públicas e a danos nas redes coletoras. O Decreto Estadual 5.916/75, Artigo 13, proíbe ligações de águas pluviais e ralos de chuva nas redes de esgotos. A Desentupidora São Paulo esclarece: esgotos devem ser descartados em coletores públicos e as águas de chuva em galerias pluviais captadas separadamente pelos bueiros.
O que devemos saber sobre chuvas e seu impacto no ambiente.
Se há em sua residência ou comércio irregularidades com estas, faça as devidas correções e, se possível, também armazene e reutilize as águas pluviais. Elas lhe serão muito úteis! E lembre-se: água de chuva não se mistura com esgotos. Estamos próximos do verão, período em que o nível pluviométrico deve se elevar, minimizando esta estiagem.
Faça manutenção preventiva nos ralos de chuvas, redes de águas pluviais, condutores de telhados e limpe as calhas. Prevenir é melhor do que remediar. Faça sua parte.

Empresa Desentupidora São Paulo, especializada em desentupimento.
Central de Relacionamento: (11) 3151-5000 ou acesse nossa Fanpage: https://www.facebook.com/desentupidora.saopaulo.